CASA 22 AVELLANERS

CASA 22 AVELLANERS

Arquiteto
GUILLEM CARRERA arquitecte
Localização
Aiguamúrcia, Spain | View Map
Ano do Projeto
2020
Categoria
Casas Particulares
Adrià Goula
Folha de especificações do produto

ElementoMarcaProduct Name
FurnitureVondom
BathroomsGROHE
WindowsSCHÜCO
BathroomsRoca
ElectricsJung HQ
KitchenNEOLITH by TheSize

Folha de especificações do produto
Furniture
Bathrooms
por GROHE
Windows
por SCHÜCO
Bathrooms
por Roca
Electrics
por Jung HQ
Kitchen

CASA 22 AVELLANERS

GUILLEM CARRERA arquitecte como Arquitetos

Santes Creus é a capital do município de Aiguamúrcia. Está localizado na margem esquerda do rio Gaià, em torno do Real Monestir de Santa Maria de Santes Creus, uma das joias da arte cisterciense do século XII na Catalunha. Criada em 1843 nos antigos edifícios do mosteiro, a vila inclui locais de interesse relacionados com o edifício monástico como a ponte de pedra, a cruz gótica, a pequena igreja barroca de Santa Llúcia e a antiga adega cooperativa modernista. Seguindo pela rua principal, que leva ao mosteiro, no desvio de onde sai a estrada de Aiguamúrcia, encontra-se a conhecida Alameda de Santes Creus, única como floresta ribeirinha em toda a Catalunha, declarada espaço de interesse natural.

photo_credit Adrià Goula
Adrià Goula

A localização desta casa insere-se na expansão da área urbana que se desenvolveu em Santes Creus no final do século XX e início do século XXI para obter duas peças públicas para equipamento e estacionamento para visitantes do mosteiro. Além disso, foi criada uma nova área residencial de casas unifamiliares entre paredes divisórias, que se consolidou nos últimos vinte anos.

photo_credit Adrià Goula
Adrià Goula

A observação e análise das duas casas vizinhas construídas nesta área mostraram que a casa localizada a sul faz um ótimo aproveitamento da propriedade e do volume de construção permitido, portanto, cobre em grande parte a iluminação natural percebida em nossa área. Por outro lado, a casa localizada a norte é construída em dois lotes e tem uma forma e volume mais típicos de uma casa unifamiliar isolada. Por esta razão, as vistas mais amplas são a vista nascente (o terreno confina com uma elevação montanhosa), a vista norte (porque o vizinho não utilizou todo o volume e a área edificável e, portanto, a partir do segundo piso, a paisagem de a área é amplamente percebida) e a vista oeste (de frente para a rua).

photo_credit Adrià Goula
Adrià Goula

Em resposta a esta análise, a Casa 22 Avellaners tem três estratégias únicas. Primeiro, colocar um volume escalonado que se integre com as diferentes alturas dos prédios vizinhos. Em segundo lugar, ligar este volume à paisagem através de aberturas para as vistas nascente e poente (no rés-do-chão e primeiro andar) e para a vista norte (no segundo andar, logo que seja ultrapassada a altura do edifício vizinho) de forma a para capturar a luz natural o melhor possível e desfrutar das melhores vistas. E em terceiro lugar, criar uma relação volumétrica vazia e completa entre os diferentes ambientes da casa, através da figura de três grandes cavidades (dois espaços duplos e um espaço triplo) dentro da casa cheia (o volume construído da casa). Isso cria relações internas, tanto espaciais quanto visuais, que pretendem que os diferentes espaços que compõem o projeto sejam percebidos como amplos, luminosos e relacionados entre si de forma aberta e contínua. Para complementar a exposição à luz natural, uma clarabóia é colocada na cobertura de um dos espaços duplos e o espaço triplo onde estão localizadas as escadas é conectado visualmente à sala multiusos do segundo andar para que a parte central da casa seja naturalmente iluminada durante o dia.

photo_credit Adrià Goula
Adrià Goula

A casa articula sua estrutura de circulação vertical através da escada, que é a principal protagonista em seu interior. Está localizado em um local específico, de modo que a conexão com cada um dos três pavimentos seja ótima e esse elemento participa dos diferentes espaços projetados.

photo_credit Adrià Goula
Adrià Goula

O piso térreo contém o acesso à casa e uma ligação linear no nível visual e de acesso com o jardim traseiro. Neste piso encontramos uma primeira faixa configurada pela garagem, um quarto e uma casa de banho; e uma segunda faixa que consiste em um espaço que integra a cozinha, sala de estar e sala de jantar e também se conecta com o segundo e terceiro pavimentos através dos espaços duplos e triplos, que conectam visual e funcionalmente a área de dia com a área de estudo e lazer na primeiro andar e com a sala multiusos no segundo andar. Dois quartos, um terraço e uma casa de banho no primeiro andar e um miradouro do terraço no segundo andar completam o programa.

photo_credit Adrià Goula
Adrià Goula

A volumetria foi construída em uma estrutura mista de concreto e aço sem alterar a topografia original. No exterior da casa foi escolhida uma materialidade que resulta da utilização de materiais com técnicas de fabrico e aplicação tradicionais e de proximidade, como argamassa de cal, cerâmica artesanal, aço e madeira. As áreas não urbanizadas foram pavimentadas o menos possível nas áreas próximas à casa; caso contrário, eram utilizados para espaços verdes ou para cultivo de jardins. No interior da casa, o concreto aparente foi deixado principalmente nos tetos e escadas internas, o que contrasta com a textura espessa desse material com a leveza do aço que configura os pilares transversais do térreo e o corrimão.

photo_credit Adrià Goula
Adrià Goula

lém do concreto e do aço, vários elementos tradicionais de madeira e cerâmica, como pisos, azulejos e móveis, são dispostos, com o objetivo de criar interiores claros, simples, práticos, confortáveis e aconchegantes, que geram emoções para seus usuários.

photo_credit Adrià Goula
Adrià Goula

Ao projetar esta casa, a eficiência energética era uma premissa. Isto foi conseguido através de soluções de arquitectura solar passiva e detecção de luz indirecta que, juntamente com o próprio sistema construtivo e um estudo exaustivo da composição das diferentes peles do edifício e do seu comportamento térmico, fizeram com que esta moradia obtivesse a certificação energética A .

Caption
Caption

Read story in EnglishEspañolItalianoFrançais and Deutsch

Featured Projects
Latest Products
News